EFEITO DO LEITE DE COCO SOBRE O PERFIL LIPÍDICO DE INDIVÍDUOS NORMOCOLESTEROLÊMICOS

Autor(es): Cristiane Pinheiro Lázaro; Gustavo Barreto da Cunha; Ana Marice Teixeira Ladeia; Macelly Amorim Castro; Sérgio Barreto de Oliveira Filho; Armênio Costa Guimarães

Introdução: Numerosos estudos têm sido conduzidos, considerando os efeitos dos níveis lipídicos na dieta de pacientes que sofrem de doenças crônicas. O leite de coco é comumente usado na culinária brasileira, principalmente no Norte e Nordeste, e é rico em ácidos graxos de cadeia curta conhecidamente aterogênicos. Objetivo: Avaliar o efeito do uso do leite de coco sobre os níveis séricos de lípides em indivíduos normolipidêmicose aparentemente saudáveis. Métodos: Neste estudo de intervenção, longitudinal e controlado foi avaliado o perfil lipídico de 32 indivíduos jovens normocolesterolêmicos. Durante duas semanas, foram observados os hábitos alimentares dos voluntários e foi fornecido um almoço pelo estudo aos mesmos. Logo após, foi iniciada a intervenção, que consistiu na ingestão de 50mL de leite de coco na sua forma comercial, fervido por 20 minutos, durante o almoço oferecido pelo estudo, durante 2 semanas. Na quinta e sexta semanas, foram realizadas as observações finais após o “washout”. Resultados: A média do colesterol total basal que era de 163,5 passou para 186,5 após a intervenção e 195,5 após o washout. A média do LDL de 98,3 para 119,5 e 121,4. A média do HDL de 51,0 para 46,0 e 48,0. A média do VLDL de 12,6 para 19,8 e 21,2. E a média do triglicérides de 66,0 para 99,0 e 106,0. Conclusão: O consumo de leite de coco nas condições do preparo alimentar alterou desfavoravelmente o perfil lipídico em indivíduos saudáveis. Em mulheres, as alterações nos níveis de colesterol total e HDL não foram significantes, o que pode ter sido reflexo da menor amostra.

Palavras-chave: Introdução: Numerosos estudos têm sido conduzidos, considerando os efeitos dos níveis lipídicos na dieta de pacientes que sofrem de doenças crônicas. O leite de coco é comumente usado na culinária brasileira, principalmente no Norte e Nordeste, e é rico em ácidos graxos de cadeia curta conhecidamente aterogênicos. Objetivo: Avaliar o efeito do uso do leite de coco sobre os níveis séricos de lípides em indivíduos normolipidêmicose aparentemente saudáveis. Métodos: Neste estudo de intervenção, longitudinal e controlado foi avaliado o perfil lipídico de 32 indivíduos jovens normocolesterolêmicos. Durante duas semanas, foram observados os hábitos alimentares dos voluntários e foi fornecido um almoço pelo estudo aos mesmos. Logo após, foi iniciada a intervenção, que consistiu na ingestão de 50mL de leite de coco na sua forma comercial, fervido por 20 minutos, durante o almoço oferecido pelo estudo, durante 2 semanas. Na quinta e sexta semanas, foram realizadas as observações finais após o "washout". Resultados: A média do colesterol total basal que era de 163,5 passou para 186,5 após a intervenção e 195,5 após o washout. A média do LDL de 98,3 para 119,5 e 121,4. A média do HDL de 51,0 para 46,0 e 48,0. A média do VLDL de 12,6 para 19,8 e 21,2. E a média do triglicérides de 66,0 para 99,0 e 106,0. Conclusão: O consumo de leite de coco nas condições do preparo alimentar alterou desfavoravelmente o perfil lipídico em indivíduos saudáveis. Em mulheres, as alterações nos níveis de colesterol total e HDL não foram significantes, o que pode ter sido reflexo da menor amostra.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br