SELEÇÃO EM RITMO ACELERADO: O CASO DO MARFIM

Autor(es): Rita de Cássia Thomaz; Maiara Andrade da Silva; Milene Dias Ferreira; Talline Alves Souza;Daniela Alves de Oliveira Araújo; Flora Maria de Campos Fernandes

Geralmente, pensamos em evolução como algo que não vemos acontecer diante de nossos olhos ou no nosso cotidiano, por isso estuda-se fósseis com a finalidade de descobrir indícios de que essa evolução esteja acontecendo. Porém, a evolução sobre pressão antrópica pode acontecer de uma forma rápida a ponto de podermos testemunhá-las no período de uma vida humana. Alguns pesquisadores têm chamado atenção para um fenômeno curioso: existem cada vez mais elefantes que nascem sem as presas de marfim, característica dos machos da espécie. Alguns elefantes africanos têm um traço raro – eles jamais desenvolvem presas. O processo é desencadeado pela ação predadora dos caçadores, que, em busca do marfim só abatem os elefantes que têm as presas desenvolvidas. Isso faz com que cada vez mais elefantes sem presas se encarreguem da reprodução da espécie, transmitindo a seus filhotes o grupo específico de genes responsável pela ausência da presa. Este trabalho tem como objetivo mostrar de forma vivencial através de uma peça teatral como esse processo tem ocorrido, assim como, criar um ambiente de reflexão e conscientização sobre a influência que ações antrópicas exercem, inclusive, na evolução e seleção onde se questiona que tipo de seleção os casos como esse se enquadram, natural ou artificial. Foi realizada uma pesquisa para levantamento de dados sobre o caso do marfim e confecção de fantasias e cenário para a encenação. Durante a confecção e apresentação do trabalho, conceitos como o de valor adaptativo e seleção natural são abordados de forma didática e prática. O que tem espantado os cientistas é que essa evolução a jato, antes restrita a casos pontuais, está ocorrendo na natureza com uma frequência impressionante, em centenas de espécies – e quase sempre se enxerga nelas a mão do homem.

Palavras-chave: genética de populações. seleção natural. valor adaptativo. caso do marfim.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br