AVALIAÇÃO MORFOFUNCIONAL ECOCARDIOGRÁFICA EM IDOSOS COMPARADOS A NÃO IDOSOS

Autor(es): Kyra Nhayanna Coutinho Machado; Lívia Cisneiros Goes; Larissa Andrade da Costa; Camila Medrado Pereira Barbosa; Carolina Santana dos Reis Santos e Lucíola Maria Lopes Crisostomo

Introdução: Dimensões, funções e alterações cardíacas típicas do coração de idosos não estão claramente demonstrados. Objetivos: Identificar perfil ecodopplercardiográfico de idosos comparados aos não idosos na rotina ambulatorial e em relação ao sexo e estratos etários. Métodos: Estudo Transversal. População constituída por pacientes que compareceram a uma instituição privada em Salvador-BA, para realização de ED de março/2009 a março/2010, sendo formada por 273 idosos (>65 anos) e 273 não idosos (20 – 40 anos), pareados por sexo.O projeto foi aprovado por Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos. Resultados: Foram avaliados 546 ecodopplercardiogramas. A idade média dos idosos foi de 77,5±6,3 anos (65 – 102) e nos não idosos 34,5±3,72 anos (25 – 40), e nos dois grupos houve maior proporção de mulheres (66%). Diâmetros idosos e não idosos: VD=17,5±2,8mm (10,0–32,0) vs. 17,5±2,9mm (10,0 - 37,0) (p=0,834); VEd.=51,3±6,2mm (37,0–76,0) vs. 48,2±4,3mm (37,0 – 63,0); VEs.=31,7±6,6mm (18,0–62,0) vs. 28,5±3,8mm (19,0–51,0); AE=39,4±6,4mm(27,0–66,0)vs.35,2±4,5mm(25,0–63,0); aorta=32,8±4,7mm(20,0–60,0) vs.29,8±3,5mm(22,0–40,0) (p<0,0001); massa do VE=223,9±77,6g(101,0–593,0)vs.167,7±49,8g(89,0–367,0); FE do VE idosos e não idosos:63,0±8,7%(30,0–88,0)vs.65,8±5,5% (35,0–81,0),p<0,0001. Alteração de relaxamento em 201 ED (73,6%)em idosos e 6(2,2%)nos não idosos. FD alterada em 73,6%(201) dos idosos e em 2,2%(6) não idosos(p< 0,0001).Valva mitral alterada em 48,9%(134)dos idosos e Valva aórtica alterada em 191 idosos (69,7%) (p<0,0001).Ecodopplercardiograma alterado em 100% dos idosos acima de 80 anos (65 – 79 anos=92%; 80anos=100%, p<0,0001). Conclusão: Ecodopplercardiograma dos idosos apresentou diferenças significativas em relação aos não idosos quanto aos diâmetros, espessura, função cardíaca e acometimento valvar. A função diastólica do VE foi pior nos idosos, e a alteração do tipo I foi o padrão mais frequentemente encontrado; As valvas mais frequentes alteradas foram as valvas aórtica e mitral; Achados sugerem possível associação entre a idade no grupo de idosos e entre os sexos no grupo de não idosos.

Palavras-chave: idosos. ecodopplercardiograma. morfofuncional. rotina ambulatorial.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br