UMA ABORDAGEM INFORMATIVA SOBRE A EPIDEMIOLOGIA DO VÍRUS INFLUENZA A (H1N1) NO BRASIL

Autor(es): Mariana Araújo; Felipe Pitangueira; Lisana Nunes; Marcelo Queiroz; Victória Terra; Diego Menezes

O vírus Influenza A (H1N1) foi detectado no mês de fevereiro de 2009, em território mexicano, na cidade de La Glória. Nessa ocasião, ficou conhecido mundialmente com um nome simbólico de gripe suína, devido à mutação desse vírus ter ocorrido majoritariamente nos suíno. O vírus é altamente mutável e para chegar à forma transmissiva A (H1N1), passou por 20 anos de mutações entre os suínos, humanos e aves. O Brasil foi um dos países mais atingidos por esse vírus, assim, o presente trabalho objetiva apresentar uma abordagem informativa da incidência epidemiológica do vírus Influenza A (H1N1) no território brasileiro. Os primeiros casos confirmados laboratorialmente, da pandemia influenza A (H1N1), no país, ocorreram no dia 7 de maio de 2009. Após a comprovação dos primeiros casos, o Ministério da Saúde, juntamente com as secretarias de saúde dos estados e municípios, realizou a vigilância epidemiológica de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave), estado patológico de maior gravidade do vírus. Sendo que para pacientes com comorbidade, principalmente respiratórias, o agravamento da SRAG era de fato relevante, cujos riscos se agravavam para maiores complicações sintomáticas podendo evoluir a óbito. No comparativo com os 15 países com maior número absoluto de mortes, o Brasil assumiu a 5ª taxa de mortalidade, que representa o número de casos em cada 100 mil habitantes. Sabe-se que o registro oficial dessa pandemia restringiu-se ao mês de setembro de 2009, com 10.401 casos graves com confirmação clínica-laboratórial de algum tipo de influenza, sendo destes, 9.249 (88,9%) positivos para o novo vírus A (H1N1). Atualmente, a incidência dessa patologia vem diminuindo significativamente, devido ao sucesso da campanha vacinal que foi alcançado pelo Brasil. Contudo, medidas profiláticas, bem como estratégias de vigilância pública devem ser adotadas para garantir a eliminação da circulação viral no Brasil.

Palavras-chave: influenza A (H1N1). epidemiologia. vigilância pública.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br