PREVALÊNCIA DE DEPRESSÃO E ANSIEDADE ENTRE ESTUDANTES DE MEDICINA E PSICOLOGIA

Autor(es): Fabiana Oliveira da Silva; Ângela do Nascimento Araújo; Mônica Ramos Da

Introdução: O discente, ao ingressar na universidade, passa por situações de crise acidentais, uma vez que sai do seu ambiente familiar e se depara com um mundo desconhecido, podendo viver diversos conflitos e inseguranças, resultando em desequilíbrio emocional. A não superação desta crise, decorrente da nãoadaptação às novas vivências, poderá se constituir para o aluno em um fator causador de estresse, gerando problemas orgânicos, dificuldades de relacionamento, baixa produtividade escolar, angústias, estados de ansiedade e depressão. Os profissionais da saúde, em especial os da Psicologia e Medicina, durante o curso de graduação, são preparados para cuidar, proporcionar bem-estar, salvar vidas. Diante destas exigências, os desafios e frustrações são inevitáveis, o que provavelmente torna estes grupos mais propensos a desenvolver transtornos como ansiedade e depressão. Objetivo: Avaliar a prevalência de depressão e ansiedade em estudantes dos cursos de Medicina e de Psicologia de uma instituição privada de ensino superior em Salvador, Bahia. Materiais e Métodos: Trata-se de um estudo descritivo, de corte transversal, que será realizado entre agosto e outubro de 2010 com estudantes de Medicina e Psicologia da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. O tamanho amostral necessário foi calculado através do programa EpiInfo versão 3.5.1, resultando num total de 294 e 132 estudantes de Medicina e Psicologia respectivamente, sendo definido randomicamente por conglomerados. Para a pesquisa, serão aplicados um questionário com perfil sociodemográfico e clínico dos participantes e a Hospital Anxiety and Depression Scale, HADS, traduzida para o português e validada para uso ambulatorial. Os dados serão analisados no programa SPSS. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Fundação Bahiana para Desenvolvimento das Ciências, sob o protocolo 030/2010. Resultados: Acredita-se que os sintomas depressivos e ansiosos sejam mais prevalentes em estudantes de Medicina e Psicologia quando comparado à população em geral.

Palavras-chave: psicologia. depressão. ansiedade.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br