ESTUDO DE ELETRO-ESTIMULAÇÃO PARASSACRAL PARA HIPERATIVIDADE VESICAL EM CRIANÇAS

Autor(es): Patrícia Virgínia Silva Lordêlo Garboggini; Paulo Vitor Lima Soares; Iza de Andrade Maciel; Alcina de Oliveira Teles; Maria Luiza Veiga.; Ubirajara Barroso Junior

Introdução: Distúrbio do trato urinário inferior (DTUI) é um problema comum em crianças. Ele está presente em aproximadamente, 6% das meninas e 3.8% dos meninos. Tradicionalmente, hiperatividade vesical (HV), tipo de DTUI, tem sido tratado com anticolinergicos. Entretanto, esta conduta está associada a longa administração, baixa aderência e efeitos colaterais. Eletroterapia (EETCP) surgiu como alternativa para tratamento de pacientes com HV. Porém, a maioria dos trabalhos publicados, usou eletroterapia em locais desconfortáveis para a criança. Objetivos: Avaliar o sucesso a longo prazo da EETCP no tratamento da HV em crianças. Material e métodos: Foram avaliados prospectivamente crianças com sintomas de HV, que foram submetidas EETCP. EETCP foi administrada no consultório, realizada 3 vezes por semana, com sessões de 20 minutos, com um máximo de 20 sessões. Sucesso inicial e de longo prazo foram avaliados. Resultados: EETCP foi realizada em 49 crianças, com uma média de idade de 10.2 anos. O tempo médio de seguimento foi de 35.3 meses. Antes do tratamento, urgência, incontinência diurna e ITU foram notados em 100%, 88% e 71% dos casos, respectivamente. Initial success- 79% reportaram full response para urgência, 76% reportaram full response para incontinência e 77% para os sintomas em conjunto. Long term success- Continued success foi demonstrado em 84% para urgência, 74% para incontinência diurna e 78% para sintomas em conjunto. Quando se considerou apenas os pacientes com 2 anos de seguimento ou mais, observamos cura em 73% dos pacientes considerados. Recorrência dos sintomas, após full response esteve presente em 10% dos casos. Dois pacientes, de 33 com ITU prévia, apresentaram ITU após o tratamento. Conclusões: EETCP é um método bem tolerado e efetivo para tratamento de HV em crianças, tanto em curto como em longo prazo. Esperamos que sintomas eventuais reapareçam em 10% dos pacientes.

Palavras-chave: electric stimulation. urinary incontinence. urinary bladder.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br