PERFIL GENÉTICO DE POPULAÇÕES DE GYMNOTIFORMES NA REGIÃO DO LITORAL NORTE - BA

Autor(es): Flora Maria de Campos Fernandes; Carlos Henrique Vaccari da Gama

Os peixes de água doce possuem sua distribuição fragmentada de acordo com a hidrografia. Portanto, o fluxo gênico entre as populações de diferentes áreas torna-se limitado, ocasionando um isolamento populacional entre essas espécies. Outro fator agravante para a dificuldade do fluxo gênico é a urbanização, que cada vez mais devasta os hábitats naturais. A ordem Gymnotiformes é grande, possuindo mais de 100 espécies válidas. Do ano de 1995 para o ano de 2008 foram identificadas mais de três dezenas de espécies novas. Esse fato deve-se não só aos novos métodos de amostragem, identificação e coleta de peixes elétricos, mas também ao uso de novas técnicas para caracterização morfológica e genética. Acredita-se que o número de espécies ainda seja maior, uma vez que nem todos os hábitats naturais dessas espécies foram explorados. Todas as espécies dessa ordem possuem órgãos especializados na produção e recepção de campo elétrico fraco. Possuem nadadeiras dorsal, adiposa, pélvica, e a caudal pode ser ausente ou reduzida de tamanho. Esses peixes possuem uma ampla distribuição na região neotropical, sendo um importante componente da ictiofauna noturna da América Central e Sul. O objetivo do presente trabalho é analisar o perfil genético das populações naturais de Gymnotiformes. Serão coletados exemplares de populações selvagens de rios do Litoral Norte, BA. Estes serão analisados empregando-se o marcador molecular SPAR, o qual baseia-se em fragmentos de DNA flanqueados por microssatélites polidrômicos. Para tal, após a extração do DNA total, será levada a efeito a amplificação empregandose primers micro11 (GGAC)4. A análise da composição genéticopopulacional permitirá a inferência da qualidade da saúde ambiental das localidades estudadas, além de proporcionar subsídios para programas de conservação biológica e orientação das populações humanas ribeirinhas no sentido de melhoria das condições de vida.

Palavras-chave: gymnotus. marcadores moleculares. genética de população.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br