INVESTIGAÇÃO DE CRYPTOCOCCUS NEOFORMANS EM EXCRETAS DE POMBOS (COLUMBA IÍVIA) NA CIDADE DE SALVADOR, BAHIA.

Autor(es): João Antônio Miranda de Oliveira Souza; Edson Ruy da Silva Félix

A criptococose é uma micose fúngica, cosmopolita e potencialmente fatal. Atualmente, considerada a doença oportunista com maior morbi-mortalidade entre os pacientes portadores da síndrome da imunodeficiência adquirida (SIDA). Possui como agente etiológico o cryptococcus sp, levedura com tropismo pelo sistema nervoso central, normalmente manifestando-se como meningite criptococócica em humanos, cuja principal fonte ambiental desse fungo são as excretas de aves, principalmente de pombos (columba livia). O principal problema é que o fungo em estudo permanece viável nas fezes secas dessas aves por até dois anos, tornandose um reservatório de partículas infectantes passíveis de serem inaladas. Diante da escassez de informações sobre os reservatórios de cryptococcus sp em Salvador, investigações da ocorrência destes em locais públicos são de extrema importância para a identificação dessas possíveis fontes de disseminação. Para a execução do presente projeto, 120 amostras de excrementos secos de pombos (c. livia) estão sendo coletadas a partir de março até setembro do corrente ano, em praças públicas e centros de comércio e distribuição de alimentos de Salvador- BA. Posteriormente, o material coletado está sendo semeado em meio Ágar Sabouraud Dextrose e incubado por sete dias a 30°C. Colônias sugestivas são repicadas em Ágar Niger (Guizotia abyssinica), objetivando o isolamento e realização de provas bioquímicas, além da microscopia óptica utilizando tinta da China como corante. Pretende-se observar comparativamente a ocorrência e características populacionais, através de índices de densidade ecológica e abundância de cryptococcus sp nas áreas estudas, posteriormente se atribuindo níveis de risco sanitário a essas áreas.

Palavras-chave: cryptococcus sp. criptococose. pombo. densidade ecológica. risco sanitário.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br