OSTEOPOROSE

Autor(es): Carolina Almeida; Pauline Cardoso; Íris Costa; Laís Gomes; Camila Nobre; Marcelle Rossi

O tecido ósseo é um tecido conjuntivo com alto grau de rigidez formado pela matriz óssea, fibras colágenas e por células como os osteócitos, osteoblastos e osteoclastos. As principais funções desse tecido são de sustentação, proteção, armazenamento de sais de cálcio e produção de células sanguíneas na medula óssea vermelha ( função hematopoiética ). Além disso, esse tecido é dividido em osso compacto e osso esponjoso. O osso é um tecido vivo e que está em constante processo de formação e reabsorção, sendo que os hormônios ajudam a manter o equilíbrio entre a perda e o ganho da massa. Este processo é chamado de remodelação óssea e é diferente em cada fase da vida. Quando a massa óssea e a quantidade de cálcio diminuem substancialmente, há um enfraquecimento dos ossos que se tornam porosos e mais suscetíveis a fraturas, dando início assim ao processo chamado de osteoporose. A osteoporose é uma doença osteometabólica, que se caracteriza pelo desenvolvimento de ossos ocos, finos e de extrema sensibilidade. Essa doença é mais comum no sexo feminino, devido à deficiência estrogênica verificada a partir dos primeiros anos do período pós-menopausa que aumenta muito o ritmo de aceleração de perdas ósseas. A osteoporose em homens decorre, principalmente, de mecanismos ligados essencialmente ao envelhecimento, como deficiência de vitamina D, absorção diminuída de cálcio e aumento dos níveis do paratormônio. A densitometria mineral óssea quantifica a perda óssea e é um bom preditor de fraturas.

Palavras-chave: osteoporose. remodelação óssea. osso.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br