PREVALÊNCIA DA SÍNDROME METABÓLICA NOS PARTICIPANTES DO GRUPO VIVER MELHOR

Autor(es): Caroline Dallalana; Daniel Cotrim; Daniel Gutierrez; Danilo Malta; Deninson Ribeiro; Djario Costa; Felipe Kalill; Igor Libório; Marina Cartibani; Rebeca Barreto

A síndrome metabólica é a designação atribuída a um transtorno representado pela associação de fatores de risco cardiovasculares, tais como hipertensão arterial, deposição central de gordura, dislipidemia (LDLcolesterol e triglicérides elevados e, HDL-colesterol reduzido) e resistência à insulina. Os critérios de diagnósticos da síndrome metabólica mais utilizados são os da OrganizaçãoMundial da Saúde (OMS) e os do National Cholesterol Education Program’s Adult Treatment Panel III (NCEP-ATP III) , e algumas diferenças entre eles são observadas. A definição da OMS requer a avaliação da resistência à insulina ou do distúrbio do metabolismo da glicose. Por outro lado, a definição da NCEP-ATP III não exige a mensuração de resistência à insulina, facilitando sua utilização em estudos epidemiológicos. Na Bahia, os estudos epidemiológicos da síndrome metabólica ainda não são evidentes. Assim, pretende-se iniciar esse estudo através de um grupo especifico de pessoas. Os escolhidos para esse projeto são integrantes do Grupo Viver Melhor, que está inserido no Projeto Candeal da Faculdade Bahiana de Medicina. O Programa Intercursos Interdisciplinar Candeal refere-se a uma atividade de Educação em Saúde, implantada em 2006.02 a partir de uma parceria intersetorial da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública e a Secretaria Municipal de Saúde do município. As ações ocorrem com o apoio de equipes do Programa de Saúde da Família das unidades do Candeal e de Santa Luzia, respectivamente, no Distrito Sanitário de Brotas, distrito onde localiza-se o campus II da EBMSP. Essa atividade, de caráter interdisciplinar e multiprofissional, envolve todos os cursos de saúde (medicina, biomedicina, fisioterapia, terapia ocupacional, psicologia, odontologia e enfermagem) no nível da graduação. Ela se concretiza em trabalhos de grupo permanentes na comunidade, envolvendo discentes e docentes dos diversos cursos, que compõem equipes de trabalho em parceria com profissionais de saúde dos PSFs.

Palavras-chave: saúde pública. saúde da família. sistema único de saúde.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br