DETERMINANTES PROGNÓSTICOS EM PACIENTES COM ANGINA INSTÁVEL OU INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO SEM ELEVAÇÃO DO SEGMENTO ST.

Autor(es): Mario de Seixas Rocha; Jessica Carolina Matos D'Almeida Santos

A angina instável e o infarto agudo do miocárdio sem elevação do segmento ST (AI/IAMSEST) constituem uma importante e comum causa de hospitalização. Muitos desses pacientes poderão evoluir com isquemia miocárdica recorrente e estarão vulneráveis ao desenvolvimento de complicações: infarto do miocárdio e morte, assim como uma maior necessidade de intervenções. Desde que os pacientes com síndrome coronariana aguda (SCA) constituem uma população heterogênea com vários graus de isquemia, o prognóstico a curto prazo é fundamental para que possamos estabelecer o risco de futuros eventos. O objetivo desse estudo é identificar características que possibilitem a estratificação prognóstica a curto prazo de pacientes com angina instável ou infarto agudo do miocárdio sem elevação do segmento ST. Essas características serão baseadas em informações da história clínica inicial, exames diagnósticos e dados evolutivos obtidos no período hospitalar. Eventos clínicos, como morte, infarto do miocárdio não fatal, angina instável recorrente e necessidade de procedimentos como cineangiocoronariografia, angioplastia coronária ou cirurgia de revascularização miocárdica, serão analisados durante o período hospitalar, para que seja possível definir as características que contribuíram significativamente para a ocorrência daqueles acontecimentos. As principais variáveis de predição serão: idade, sexo, duração da dor, fatores de risco para infarto agudo do miocárdio, antecedentes clínicos, utilização de medicação em âmbito cardiológico, e resultados de exames diagnósticos, como eletrocardiograma, biomarcadores cardíacos séricos e cineangiocoronariografia. Na comparação das variáveis categóricas entre os grupos, será utilizado o teste qui-quadrado, e os casos em que os critérios de sua utilização não forem preenchidos, será aplicado o teste exato de Fisher. As variáveis contínuas entre os dois grupos serão avaliadas pelo teste t de Student para observações independentes. Os valores com P ≤ 0,05 serão considerados significativos.

Palavras-chave: angina instável. infarto agudo do miocárdio sem elevação do segmento ST. prognóstico.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br