TEORIA DE ABDELLAH: VINTE E UM PROBLEMAS DE ENFERMAGEM

Autor(es): Antônio Danilo Santos Souza; Bárbara Saffe Cabo Issa; Ivanildes Brito Rebouças; Jocerlei Carmen Meneghel; Luciene Souza do Nascimento; Carolina Pedroza de Carvalho Garcia; Eliane Maria Simoni

Em 1960, Faye Glenn Abdellah, influenciada pelo desejo de promover cuidados abrangentes de enfermagem com foco no cliente, descreveu a enfermagem como um serviço aos indivíduos. O elemento fundamental da teoria de Abdellah foi a identificação dos problemas corretos de enfermagem, o que resultou em vinte e um problemas de enfermagem, que estão relacionados ao biológico, psicológico e social do indivíduo, identificados através da observação direta das necessidades evidentes e da comunicação e interação com o cliente para as necessidades não evidentes. Foram levantados os pontos positivos e negativos dessa teoria, bem como as semelhanças entre ela e os catorze componentes de atendimento básico da Teoria de Henderson e a hierarquia de necessidades da Teoria de Maslow. Foi traçado ainda um comparativo entre a Teoria de Abdellah e a Sistematização da Assistência em Enfermagem – SAE. Concluiu-se então, que Abdellah foca a sua teoria no cuidar, nas necessidades do indivíduo segundo os problemas de enfermagem e ao delimitar quais são, direciona as funções do profissional enfermeiro. Abdellah reconheceu a necessidade de, ao invés de usar, problemas da enfermagem utilizar problemas do paciente, porém, essa mudança não ocorreu.

Palavras-chave: teoria de abdellah. problemas de enfermagem. necessidades.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br