ACESSO RETROMANDIBULAR: PROPOSTA DE MODIFICAÇÃO E EXPERIÊNCIA DO SERVIÇO DE CTBMF DO HGRS, SALVADOR-BAHIA

Autor(es): Luiz Marcelo de Magalhães Alves; Matheus Menezes; Miguel Gustavo Setubal Andrade

As fraturas de côndilo durante muito tempo foram abordadas através de medidas incruentas. O bloqueio maxilomandibular por quatorze dias associada à fisioterapia subsequente era considerada a medida terapêutica mais segura para esses casos. Atualmente, considera-se que as fraturas condilares extracapsulares situadas abaixo do colo mandibular podem ser abordadas de forma cruenta e o acesso retromandibular consiste na proposta mais segura para esse fim. A sugestão original preconizava que o acesso deveria transfixar a parótida entre os ramos bucal e mandibular marginal do nervo facial. Contudo, uma modificação tem sido proposta para que esse acesso seja realizado pela fáscia que separa a glândula do músculo masséter. Este trabalho objetiva apresentar, através de um estudo descritivo observacional, a experiência do Serviço de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial do Hospital Geral Roberto Santos, Salvador, Bahia. Foram compilados os dados de 22 pacientes operados nesse serviço entre setembro de 2007 a agosto de 2010. Os pacientes eram predominantemente da raça leucoderma e apresentavam no momento do trauma 30 anos de idade em média. Além do côndilo, 13 pacientes apresentaram fratura em outro segmento da mandíbula sendo que foram 3 fraturas no corpo mandibular, 8 na região de sínfise e parassínfise,1 no ângulo e 1 no processo coronóide. Em todos os casos, evitou-se a transfixação da parótida de modo que o acesso foi desenvolvido entre a parótida e o músculo ou transfixando o músculo. Quatro pacientes apresentaram neuropraxia transitória no pós que se resolveram num período máximo de 180 dias. O bloqueio maxilomandibular pós-operatório foi instituído em 9 pacientes e 5 desses apresentavam fratura em outro segmento da mandíbula. Em todos os casos, a cicatriz evoluiu num excelente resultado estético. Conclui-se que o acesso retromandibular possibilita adequada abordagem as fraturas extracapsulares do côndilo e que a modificação proposta aumenta ainda mais a segurança dessa alternativa cirúrgica.

Palavras-chave: acesso retromandibular. côndilo. CTBMF.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br