MORTALIDADE INFANTIL POR INFECÇÃO RESPIRATÓRIA AGUDA NO BRASIL

Autor(es): Layana Sakai Souza; Marlene Silva

As infecções respiratórias agudas (IRA) estão entre as três principais causas de morbidade e mortalidade em crianças menores de cinco anos de idade, dentre estas as mais acometidas são aquelas abaixo de um ano. Entre as causas principais de morte estão a pneumonia e os agentes virais. Os fatores associados são tabagismo passivo, desnutrição, escolaridade materna, densidade de moradores e desmame precoce. O estudo tem como objetivo geral estimar a mortalidade infantil proporcional por infecções respiratórias agudas entre os anos de 2002 a 2007 e como objetivo específico comparar esta mortalidade entre os anos referidos e entre as regiões brasileiras. Torna-se necessário o conhecimento epidemiológico sobre a mortalidade infantil por IRA, pois é de grande importância uma vez que podem medir a magnitude deste problema de saúde no Brasil. A partir desse conhecimento é possível ajudar os órgãos públicos no planejamento de ações de saúde que visem à prevenção e controle dessas doenças. O estudo é do tipo transversal e observacional. A população estudada será de crianças registradas no Sistema de Informação Sobre Mortalidade (SIM) que tiveram como causa de morte infecção respiratória aguda de acordo com o CID – 10 que vai de J00 – J22 nos anos de 2002 a 2007 ocorridas no Brasil. Os dados serão coletados a partir do banco de dados fornecido pelo SIM através do Tabulador Tabwin. Será levantada a mortalidade proporcional em relação ao Brasil e às suas regiões para posterior comparação. Espera-se encontrar uma mortalidade proporcional decrescente, porém ainda significativa, principalmente nas regiões Sudeste e Nordeste.

Palavras-chave: mortalidade infantil. infecção respiratória aguda. brasil.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br