RESISTÊNCIA À REMOÇÃO POR TRAÇÃO DE COROAS METÁLICAS DE NICR CIMENTADAS SOBRE MUNHÕES UTILIZANDO TRÊS TIPOS DE CIMENTOS PROVISÓRIOS

Autor(es): Paula Vasconcellos de Oliveira Mendes; Luiz Gustavo Cavalcanti Bastos

Quando nos referimos a prótese implanto-suportada, a escolha do sistema de retenção (cimentada ou parafusada) é de fundamental importância. Para isso, é preciso avaliar as vantagens e desvantagens. A escolha do sistema de retenção parece depender mais da situação clínica, que do tipo do cimento, em relação a sua qualidade ou custo. Sobre munhões de implantes serão confeccionados trinta coroas metálicas em NiCr, pela técnica de fundição pela cera perdida. A força de retenção será medida com uma máquina universal de ensaio. Três tipos de cimentos provisórios (Temp Cem (Vigodent, Brasil); Temp Bond NE (Kerr, EUA); Provicol (Voco - Alemanha)) foram selecionados para a avaliação da eficácia na retenção. Isso será feito através do ensaio de remoção por tração, utilizando a máquina universal MTS 810 e os resultados serão avaliados pela análise de variância (ANOVA), juntamente com o teste de Tukey. Pretende-se com este trabalho, avaliar a resistência ao deslocamento por tração, levando em consideração as diferentes propriedades dos cimentos provisórios, viabilidade e custo dos mesmos, contribuindo com dados para a literatura, na tentativa de promover um beneficio clínico.

Palavras-chave: odontologia. prótese dentária. cimento.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br