IDENTIFICAÇÃO DO HOSPEDEIRO INTERMEDIÁRIO DA ESQUISTOSSOMOSE MANSÔNICA, BIOMPHALARIA GLABRATA, NO RIO CAPIVARA, AREMBEPE-BA

Autor(es): Alisson de Aquino Firmino; Marco Túllio Rodrigues Brasileiro; Thaís Morais Pomponet; Fernanda Khouri Barreto; Rafael Cunha Libório; Bruno Vieira Humia; Isabela Conceição Souza

A região de Arembepe, situada no município de Camaçari, litoral norte da Bahia, é muito conhecida pela prática de ecoturismo e trilhas por suas rotas bastante sinuosas. Uma de suas atrações é o Rio Capivara, o qual oferece condições para pescaria e para banhos, atraindo assim uma grande quantidade de pessoas que se utilizam de suas águas para esse fim. Essas águas podem servir de habitat para um importante molusco planorbídeo, denominado biomphalaria glabrata. Este apresenta grande importância em saúde pública por associar-se à distribuição da esquistossomose mansônica, que se trata de uma doença infecciosa parasitária, causada pelo trematódeo schistossoma mansoni e transmitida por veiculação hídrica. É importante salientar que a esquistossomose é uma doença que pode evoluir para um quadro grave com chances de óbito quando não devidamente tratada, e a região é muito conhecida por atrair diversos turistas graças as suas belezas naturais, em torno de suas bacias hidrográficas. Portanto, este estudo teve como objetivo coletar dados à cerca da presença de caramujos da espécie biomphalaria glabrata, infectados ou não por schistosoma mansoni nas águas do Rio Capivara, Arembepe-BA. A procura dos caramujos ocorreu no período da manhã, em três regiões diferentes da margem do Rio Capivara. Foram capturados doze caramujos e, após o término da coleta, todos os animais foram acondicionados de maneira que fossem mantidas suas condições vitais. A análise foi realizada no Laboratório de Parasitologia Clínica da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Verificou-se que nenhuma das amostras coletadas foram positivas para o caramujo biomphalaria glabrata. No entanto, foi observado que todos os espécimes apresentaram características que permitiram o enquadramento das mesmas como sendo representantes da espécie achatina fulica, que, apesar de não ser o hospedeiro natural da esquistossomose, é capaz de transmitir outras doenças, como um tipo raro de meningite.

Palavras-chave: arembepe. biomphalaria glabrata. schistosoma mansoni.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br