FREQUÊNCIA DE EVENTOS ADVERSOS LOCAIS ASSOCIADOS AOS CORTICÓIDES INALATÓRIOS E ADESÃO AO TRATAMENTO EM ASMÁTICOS GRAVES

Autor(es): Natalie Rios Almeida; Constança Margarida Cruz

Introdução: A asma é altamente prevalente e seu tratamento com corticosteróides inalatórios em altas doses, por longos períodos, tem sido associado a eventos adversos locais (EALs) em vias aéreas superiores, o que pode prejudicar a adesão ao tratamento. Objetivos: Determinar a frequência de EALs referidos e estudar se existe associação entre presença de EALs e adesão ao tratamento. Metodologia: Estudo de corte transversal, realizado de agosto de 2008 a agosto de 2009, amostra de conveniência de 144 pacientes. Participaram do estudo pacientes de ambos os sexos, maiores de 18 anos, com asma grave há mais de 6 meses e uso regular de CIs há mais de 3 meses. O paciente respondeu a um questionário envolvendo idade, sexo, tempo de doença, relato do paciente sobre presença de EALs associados ao uso da medicação e taxa de adesão referida no último mês. Resultados: Dos pacientes estudados, 110 (76,4%) eram mulheres e 34 (23,6%) homens, tendo idade média de 50,9 (+ 14,6) anos. O tempo médio de uso do corticosteróide inalatório foi de 38,31 (+ 16,7) meses, a dose média de 951,39 (+ 332,6) mcg por dia. Cento e dezesseis (80,6%) pacientes relataram terem sido afetados por um ou mais EALs. Dentre os eventos, os mais comuns foram: garganta seca, relatada por 71 pacientes (49,3%); pigarro, presente em 68 pacientes (47,2%) e sensação de sede, relatada por 57 (39,6%) pacientes. Não houve relação estatisticamente significativa entre EALs e adesão ao tratamento (p=0,11). Discussão: A frequência de EALs variou de 5,6 a 49,7%, provavelmente devido aos diferentes métodos diagnósticos utilizados nos estudos. Possivelmente, a assistência despendida aos pacientes e a dispensação gratuita de medicação favorecem a alta taxa de adesão, a despeito dos EALs. Conclusão: os EALs são frequentes e não apresentam relação estatisticamente significativa com taxa de adesão ao tratamento.

Palavras-chave: medicina. pneumologia. asma.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br