INFECÇÕES PODEM CAUSAR DOENÇAS AUTOIMUNES?

Autor(es): Amanda Veloso Viana; Ariela Anunciação Bello; Bárbara Souza Melo; Camila Teixeira de Carvalho; Carla Almeida de Andrade; Ceila Beatriz Oliveira Menezes

A relação entre infecções e autoimunidade é complexa. Inflamação, infecção, fatores ambientais e alterações no funcionamento da apoptose contribuem, em conjunto, para o início e manutenção da autoimunidade em indivíduos geneticamente predispostos. Diversos microorganismos participam do desenvolvimento desses processos. Diante disso, este trabalho tem como objetivo compreender os diferentes mecanismos envolvidos no desencadeamento da autoimunidade em infecções por coxsackievirus, campylobacter jejuni e vírus epstein-barr, relacionadas com o desenvolvimento de diabetes tipo 1, Síndrome de Guillain-Barré e esclerose múltipla, respectivamente. Para a realização deste trabalho, fez-se uma revisão bibliográfica de artigos selecionados em base de dados SciELO, PubMed e Bireme. A revisão bibliográfica permitiu a observação de que o coxsackievirus funciona como fator ambiental para indução ou aceleração do desenvolvimento de diabetes tipo 1 mediada por células T através de diversos mecanismos: mimetismo molecular entre proteínas do vírus e autoantígenos GAD de células β pancreáticas; indução de citólise das células β pancreáticas pelo vírus; ativação bystander de células T autoreativas preexistentes; e destruição por reação inflamatória nas ilhotas. Já a bactéria campylobacter jejuni apresenta como mecanismo associado ao desenvolvimento da Síndrome de Guillain-Barré o mimetismo molecular, causado pela presença de ácidos siálicos semelhantes, tanto nos gangliosídeos quanto nos lipooligossacarídeos da bactéria, provocando a indução de anticorpos que levam à síndrome. O vírus epstein-barr, por sua vez, relaciona-se com o desenvolvimento da esclerose múltipla, através de uma reação cruzada dos anticorpos ou células T específicas para EBV com autoantígenos expressos no SNC, ocorrendo um ataque à bainha de mielina dos axônios. Esses exemplos clínicos ilustram a relação entre agentes infecciosos e o desenvolvimento de doenças autoimunes, a qual algumas vezes é de difícil determinação, devido à distância temporal entre o início da doença clínica e a exposição ao fator ambiental desencadeante.

Palavras-chave: autoimunidade. coxsackievirus. campylobacter jejuni. epstein-barr.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br