ALTERAÇÕES POSTURAIS ASSOCIADAS AO USO DE MOCHILA EM ESCOLARES.

Autor(es): Ana Paula Andrade Gomes Quixadá Carneiro; Priscilla Graziele Ramalho Alves da Silva

Introdução: Estudos apontam alta prevalência de alterações posturais da coluna entre crianças e adolescentes devido ao uso de mochilas. Há discussão sobre qual o peso ideal que elas devem ter, sendo que as opiniões variam de 10 a 15% do peso corporal. É importante a identificação das posturas inadequadas a fim de prevenir possíveis alterações que geram distúrbios musculoesqueléticos. Métodos: Estudo transversal com 78 indivíduos com idade entre 7 e 14 anos. Foram tiradas fotografias com e sem mochila, que posteriormente foram avaliadas pelo Software de avaliação postural (SAPO). As variáveis numéricas foram analisadas pelo teste t de student pareado e as variáveis qualitativas pelo Qui-quadrado. Resultados: O tipo mais freqüente de mochila foi o de rodinhas, a média do peso da mochila foi de 11% da média do peso corporal das crianças e 60,3% destas carregam um ou dois livros. As alterações significativas foram: ângulo frontal do membro inferior direito, translação anterior da cabeça, posteriorização da cabeça, extensão de tronco, inclinação posterior do corpo e anteversão da pelve. Conclusão: O peso da mochila altera a postura da criança a partir de 11% da massa corporal, indicando que o menor peso possível deve ser usado nesta fase do desenvolvimento corporal.

Palavras-chave: Mochila; Alterações posturais; SAPO; Escolares

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br