PERFIL DA SAÚDE VASCULAR DE MULHERES DO AMBULATÓRIO DE OBESIDADE DA EBMSP

Autor(es): Paulo Roberto Passos Lima; Carolina Garcez Varela; Paulo Meira Góes

Introdução (objetivo): Descrever a saúde vascular de mulheres do ambulatório de obesidade do ADAB, através da função endotelial (FE), atividade inflamatória, perfil lipídico e carga aterosclerótica. Material e Métodos: Estudo observacional, de corte transversal; população de mulheres acima de 18 anos, do ambulatório de obesidade da EBMSP, com IMC = 25 Kg/m², tiveram aferidos: peso, altura, cintura (C), quadril (Q), C/Q, pressão arterial (PA) e frequência cardíaca (FC). Foram excluídas aquelas com PCRas > 10 mg/l. As avaliações bioquímicas consistiram em: glicemia (G), colesterol total (CT), HDL, LDL, Triglicérides (TRG), proteína C reativa de alta sensibilidade (PCRas). A FE foi mensurada através da medida da vasodilatação mediada por fluxo da artéria braquial (VMF), seguindo protocolo do International Brachial Artery Reactivity Task Force(J Am Coll Cardiol. 2002;39:257-265). Carga aterosclerótica foi avaliada pela medida da espessura médio-intimal em carótida comum (EMI). Os dados foram analisados pela estatística descritiva. Resultados: As 20 mulheres estudadas apresentavam idade de 40±10, IMC 35±8 Kg/m², PA sistólica 134±13 mmHg, FC 75±8 bpm, C 107±14 cm, Q 119±16 cm e C/Q 0,90±0,06. As taxas de G foram 97±20 mg/dl, CT 212±31 mg/dl, HDL 53±10 mg/dl, LDL 134±26 mg/dl e TRG 128±63 mg/dl. Inflamação foi demonstrada pela mediana de PCRas de 6,77 mg/l. A média de VMF foi de 9±6 % e de EMI foi 0,63±0,10 mm (para a faixa etária da população do estudo, corresponde ao percentil 75 da distribuição no estudo Atherosclerosis Risk in Communities (ARIC study). Conclusões: Nesta população de mulheres obesas, sem alterações pressóricas importantes, com perfil metabólico discretamente alterado, observa-se significativa atividade inflamatória, FE predominantemente normal e grau incipiente de comprometimento estrutural arterial, podendo este estágio, eminentemente inflamatório e de mínima carga aterosclerótica, corresponder ao início da descompensação cardiometabólica.

Palavras-chave: Aterosclerose, função endotelial, vasodilatação mediada por fluxo.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br