ESTUDO DAS COMORBIDADES ASSOCIADAS AO ÓBITO ENTRE ASMÁTICOS GRAVES DO PROGRAMA PARA O CONTROLE DA ASMA NA BAHIA (PROAR).

Autor(es): Priscila de Abreu Franco; Álvaro Augusto Cruz; Andréia Guedes Oliva Fernandes

INTRODUÇÃO: A asma grave é uma doença freqüente com prevalência crescente, e quando associada a determinadas comorbidades, tem seu risco de mortalidade elevado. A análise destas comorbidades que se associam ao óbito permite um melhor planejamento das ações de saúde para atenção a essa população alvo, prevenindo sua mortalidade. OBJETIVO: Identificar as comorbidades presentes em pacientes portadores de asma grave, relacionadas à ocorrência de óbitos, que diferiram das dos pacientes vivos, acompanhados na coorte da Central de Referência do Programa para o Controle da Asma na Bahia (ProAR) no período de 2002 a 2010. METODOLOGIA: O desenho desse estudo é caso-controle, retrospectivo, no qual serão analisados 23 óbitos no total de 1.200 pacientes asmáticos graves atendidos, comparando-os com asmáticos graves vivos, pareados por sexo e idade, na relação 1:4 como controles dos óbitos.

Palavras-chave: Palavras-chave: Asma grave, comorbidades, óbito

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br