AVALIAÇÃO DO INTERFERON-GAMA PARA MONITORAR O TRATAMENTO DA TUBERCULOSE ATIVA: RESULTADOS

Autor(es): Jéssica Dias Petrilli; Carolina Oliveira Cavalcante; Carla Andrade; Almério de Souza Machado Júnior; Iukary Takenami

INTRODUÇÃO: No Brasil, a resposta ao tratamento em pacientes com tuberculose (TB) pulmonar é monitorada através da baciloscopia de escarro após dois e seis meses de tratamento. Contudo, esta técnica carece de sensibilidade, principalmente em casos paucibacilares. Os ensaios de liberação de interferon-gama (IGRA) foram desenvolvidos para o diagnóstico da TB, porém a capacidade dos IGRAs em monitorar o tratamento da TB ativa está sob investigação. OBJETIVO: Avaliar o desempenho do IGRA para monitorar o tratamento de pacientes com TB pulmonar. PACIENTES E MÉTODOS: Pacientes diagnosticados com TB ativa no Hospital Especializado Octávio Mangabeira (HEOM) e no Instituto Brasileiro para Investigação da Tuberculose (IBIT) foram submetidos a coleta de sangue para a realização do IGRA antes, durante e após a conclusão do tratamento. RESULTADOS: Entre Março e Junho de 2011, 32 pacientes com baciloscopia positiva foram recrutados para o estudo. Entretanto, até o momento, apenas seis pacientes foram avaliados antes e após dois meses de tratamento pelo IGRA. Dos 100% que eram positivos antes do início do tratamento [mediana do IFN-? = 3,06 (IQR=1.83-11.98)], dois (33,3%) voluntários apresentaram níveis de IFN-g maior que o valor inicial. Embora não tenha alcançado significância estatística, quatro (66,7%) voluntários tiveram níveis de IFN-? menor do que o valor inicial, porém não foi suficiente para negativar o resultado do IGRA. Apenas um paciente converteu o resultado de positivo (2,56 UI/mL) para negativo (0,34 UI/mL). A mediana após tratamento foi de 0,96 (IQR=0,76-8,47). CONCLUSÃO: A diminuição dos níveis de IFN-g em quatro dos seis pacientes, após dois meses de tratamento, sugere uma relação com a carga bacilar do paciente. Entretanto essa diminuição não foi suficiente para negativar o resultado, apenas um voluntário converteu o resultado de positivo para negativo. Os resultados apresentados são preliminares e os sujeitos do estudo ainda estão sendo recrutados para análise.

Palavras-chave: Tuberculose, tratamento, interferon-gama, monitorar

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br