TÉCNICA MODIFICADA DE RETALHO DESLOCADO CORONAL: RELATO DE CASO CLÍNICO

Autor(es): Renata de Araújo Barbosa 008370055-23

A principal indicação para recobrimento radicular é a queixa estética, sendo indesejável, portanto, o surgimento de cicatrizes pós-operatórias frequentemente associadas à técnica do retalho deslocado coronal. O relato deste caso tem por objetivo descrever uma técnica modificada de retalho deslocado coronal (mRDC), destacando as vantagens de sua utilização sobre a técnica de Allen e Miller (1989). A paciente L.B., gênero feminino, 28 anos, queixava-se de sensibilidade ao frio nas unidades 14 e 24 e do aspecto aumentado destes em relação aos outros dentes. O exame clínico indicou a presença de recessão gengival vestibular classe I de Miller. A paciente recebeu instruções de higiene oral e a indicação do recobrimento radicular utilizando mRDC. A remoção das suturas ocorreu após sete dias e a paciente foi acompanhada até o 3º mês, após o qual se pôde observar o completo recobrimento radicular da unidade. O pós-operatório transcorreu sem relato de dor, edema exacerbado, nem uso de qualquer medicamento. Apresentou bom aspecto cicatricial na 1ª semana, totalmente finalizado no 3º mês, cumprindo as exigências estéticas da paciente. Diante do exposto, pode-se concluir que a mRDC representa uma boa alternativa à técnica do retalho deslocado coronal com incisões relaxantes obliquas de Allen e Miller (1989). Sugere-se que estudos clínicos controlados sejam realizados para avaliação dos resultados de ambas as técnicas, assim como entre o mRDC e o ECS.

Palavras-chave: retalhos cirúrgicos; retração gengival; sensibilidade da dentina, estética dentária.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br