ASPECTOS QUE DIFICULTAM A ATENÇÃO INTEGRAL AO PACIENTE NO ÂMBITO HOSPITALAR

Autor(es): Maiara Brandão de Brito; Amanda Ribeiro Nunes; Sandra Dutra Cabral Portella; Sylvia Maria Barreto da Silva; MIRLA AZEVEDO ANUNCIAÇÃO

O trabalho de revisão de literatura abordou sobre os aspectos mais relevantes que dificultam a atenção integral ao paciente no âmbito hospitalar durante os cuidados de enfermagem. As pesquisas foram rastreadas utilizando a revisão de literatura, através da base de dados científicas: Sciello, Bireme e Lilacs entre os períodos de 2002 à 2011. O âmbito hospitalar estimula um espaço de cuidado humano com tendências curativas. A rotina empregada diariamente envolve cada vez mais o uso da tecnologia, procedimentos técnicos e a contínua necessidade das ações de enfermagem mecanizadas e especializadas. Esta condição vem associada a necessidades de trabalhos no âmbito gerencial fazendo que enfermeiros (as) estejam mais distantes do seu usuário de saúde. Estes aspectos têm reforçado a necessidade da discussão em torno destas questões, pois esta prática dificulta um olhar mais integral ao paciente. Verificou-se que parte desta categoria tem demonstrado insatisfação salarial estimulando a busca por outros empregos, o que gera mecanismos de stress e esgotamento físico, independente da área em que atua. Além disso, a não contemplação dos conteúdos de humanização em saúde durante a graduação condicionam comportamentos e atitudes sobre a prática da relação do cuidador/ser que é cuidado, contribuindo para os aspectos que dificultam a atenção integral ao paciente. Considerando, que o papel da enfermagem é também promover o bem estar ao ser humano que cuida e a si própria é necessário que a equipe esteja consciente de que o homem que precisa de cuidados, também discorda, tem opiniões, tem medo e sofre, desta forma, precisa de significados assistenciais mais subjetivos. É importante refletir sobre qual a melhor maneira de dissolver os obstáculos que impedem as condições adequadas para a humanização em saúde. Esta forma de entendimento, certamente, contribuirá para garantir um cuidado menos fragmentado e mais humano.

Palavras-chave: Humanização. Cuidado integrado. Enfermagem e humanização.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br