PREVALÊNCIA DE DEPRESSÃO E ANSIEDADE ENTRE ESTUDANTES DE MEDICINA E PSICOLOGIA

Autor(es): Fabiana Oliveira da Silva; Ângela do Nascimento Araújo

Objetivo: Avaliar prevalência de depressão e ansiedade em estudantes de medicina e psicologia de instituição privada de ensino superior em Salvador (BA). Métodos: Estudo descritivo de corte transversal realizado entre acadêmicos de medicina e psicologia. Foi utilizado um questionário semi-estruturado para avaliação do perfil sócio-demográfico e clínico dos participantes e a Hospital Anxiety and Depression Scale, HADS. Resultados: Dos 414 indivíduos, 295 (71,3%) eram estudantes de medicina e 119 (28,7%) de psicologia. Quanto à realização de acompanhamento psicoterápico, a maioria dos alunos de medicina, 202 (68,5%) informou nunca ter feito, contra apenas 36,1% (n=43) de psicologia. Quanto ao acompanhamento psiquiátrico, 278 (94,2%) estudantes de medicina e 106 (89,1%) de psicologia não fazem e nunca fizeram. Na avaliação do questionário HADS, 63 (21,4%) estudantes de medicina e 20 (30,3%) de psicologia apresentavam ansiedade. Já 20 (6,8%) alunos de medicina e 10 (8,4%) de psicologia apresentavam depressão no momento da pesquisa. Ressalta-se ainda que 9 (3,0%) alunos de medicina e 8 (6,7%) de psicologia apresentavam as duas patologias concomitantemente. A média da pontuação da subescala de ansiedade foi de 6,15 e 7,06 para os alunos de medicina e psicologia respectivamente. A média da pontuação da subescala de depressão foi de 3,69 e 4,45 para os alunos de medicina e psicologia respectivamente. Conclusões: A prevalência de depressão entre estes alunos é similar à apresentada pela população em geral. Entretanto, a prevalência de ansiedade nestes estudantes é superior. Destaca-se a necessidade de maiores investimentos na atenção ao bem-estar mental dos acadêmicos, informando-os sobre a possibilidade de desenvolvimento destes sintomas. Embora a literatura não apresente trabalhos referentes à saúde mental do estudante de psicologia, observa-se que o nível de vulnerabilidade ao desenvolvimento de transtornos mentais é alto, o que sugere a importância do desenvolvimento d

Palavras-chave: estudantes. medicina. psicologia. depressão. ansiedade

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br