EFEITO DE UM PROGRAMA DE INTERVENÇÃO MÚSICO-CULTURAL EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES OBESOS

Autor(es): Élder Müller Nascimento de Almeida

A obesidade é um problema de caráter epidêmico principalmente entre crianças e adolescentes. Iniciando nesta idade, o excesso de peso pode gerar problemas cardiovasculares na idade adulta, devido aos altos níveis de colesterol (LDL) e precocidade no surgimento de diabetes mellitus como consequência da resistência periférica à insulina. A medida mais utilizada no controle da obesidade, associado à alimentação saudável, são as atividades regulares de exercício físico, porém de difícil adesão pela maioria das crianças e adolescentes obesos. Em função disso, estudos atuais propõem a musicoterapia como medida terapêutica para o sobrepeso. Este método consiste no desenvolvimento de atividades físicas mediada pela atividade musical percussiva. A perda de peso secundária a musicoterapia pode reduzir as alterações laboratoriais características de pacientes obesos. OBJETIVOS: Avaliar o efeito do programa de musicoterapia nos valores séricos de colesterol total e frações, triglicerídeos, glicemia, insulina sérica e índice HOMA. METODOLOGIA: A intervenção será realizada com 60 indivíduos entre 8 e 16 anos, que serão randomizados em grupo intervenção e grupo controle. As intervenções serão realizadas num período de 48 semanas, sendo divida em duas etapas de 24 semanas cada. No início do estudo e ao final de cada etapa serão aferidas as variáveis laboratoriais de interesse. As dosagens de colesterol total e frações, triglicerídeos, glicemia e insulina serão realizadas pelos métodos enzimático, hexoquinase adaptada e quimioluminescência, respectivamente. Resistência periférica a insulina será avaliada pelo escore HOMA (Homeostasis Model Assessment). O teste-t pareado será utilizado para comparação dos valores laboratoriais no momento inicial e final de cada etapa. RESULTADOS ESPERADOS: Espera-se a diminuição dos níveis de colesterol e triglicerídeos em 20% e uma diminuição dos níveis de insulina sérica, com redução dos valores de HOMA em até 30%. Adicionalmente, espera-se através desse método conseguir mais adesão aos trabalhos de intervenção propostos e melhoria do desempenho físico.

Palavras-chave: Palavras-Chaves: obesidade; musicoterapia; colesterol; insulina; glicemia

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br