ESQUIZOFRENIA HEBEFRÊNICA: UM ESTUDO DE CASO

Autor(es): Sharize Cristine de Araújo Gois

A esquizofrenia, de todos os transtornos mentais, é a doença responsável por longas internações, causadora de grande problema a vida e bem estar do indivíduo além de acarretar elevados custos emocionais, pessoais e sociais. A prevalência da esquizofrenia no mundo é ao redor de 0,9-11 por 1000 habitantes, sendo mais frequente antes dos 25 anos de idade. O objetivo desse estudo é descrever a evolução da esquizofrenia desorganizada através de um estudo de caso e demonstrar a possibilidade de socialização desses pacientes, como forma de melhorar o prognóstico da doença. Foi utilizado como metodologia um estudo de caso clínico, produzido como proposta de trabalho científico da disciplina Práticas em Saúde Mental, o qual proporcionou uma vivência para o discente complementando o conteúdo abordado em sala de aula. Essa prática ocorreu no mês de maio de 2011 no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de médio porte localizado no bairro de Pernambués em Salvador-Ba. A construção foi motivada pela curiosidade de entender o mecanismo de desenvolvimento dessa doença, seja ele psíquico, social ou biológico como também a atuação da política de saúde mental, que é verificada nos CAPS modelos de assistência substituta dos manicômios. Após a produção desse estudo, foi possível analisar a etiologia desse transtorno como algo multifatorial apesar de apresentar causas desconhecidas, conforme a literatura ilustra. A prática da nova política do transtorno mental propõe a abolição de um tratamento desumano e promove um tratamento mais eficaz com o uso de medicamentos e terapias. Esse estudo possibilitou entender a esquizofrenia hebefrênica desorganizada e leva a uma reflexão sobre o estigma que atinge pessoas acometidas por essa patologia. Assim, é importante através do contato com o paciente, desmistificar o transtorno mental como uma doença que torna a pessoa insociável e conhecer o papel do enfermeiro nesse tipo de assistência.

Palavras-chave: esquizofrenia; estudo de caso; socialização; enfermagem

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br