RETENÇÃO DE COROAS METÁLICAS COM USO DE UM CIMENTO PROVISÓRIO SOBRE PILARES DE IMPLANTE

Autor(es): Alberto Dias Barreto; Luiz Gustavo Cavalcanti Bastos

No presente trabalho, usando um teste de resistência à remoção por tração, o objetivo será avaliar a resistência da união por tração de coroas metálicas sobre pilares de implantes em titânio, promovida por um cimento provisório (Provicol, Voco - Alemanha), considerando o tempo de armazenamento em água após a cimentação de 120 dias. Serão utilizados cinco munhões permanecendo estes com suas superfícies originais, sobre os quais serão confeccionados cinco coroas metálicas em Ni-Cr. A cimentação será realizada sob o efeito de uma força com um auxílio de um peso de 5 kgf. Os ensaios mecânicos serão realizados em uma máquina universal EMIC DL 2000, na velocidade de 0,5mm/minuto. Os resultados obtidos a partir do teste de resistência da união, observando-se o período do tempo de armazenamento em água, serão agrupados para uma análise através do teste estatístico t-Student com significância de 5%. A partir da observação de diferenças estatísticas far-se-á o teste de tukey para conhecimento deste cimento.

Palavras-chave: Implante dentário, cimentos dentários, tempo de armazenamento em água.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br