RELAÇÃO ENTRE A PERCEPÇÃO DOS PAIS DE SEUS FILHOS AUTISTAS, AS SUAS ESCOLHAS TERAPÊUTICAS E A GRAVIDADE DOS SINTOMAS DAS CRIANÇAS.

Autor(es): Meline Ivone Oliveira Celestino

O Transtorno Autista é uma doença que promove dependência e apresenta sintomas que comprometem a vida da criança. Os sintomas desencadeados pelo próprio transtorno autista juntamente com o fato de que a maioria das crianças autistas permanecem dependentes de seus famíliares por muitos anos significa que as famílias terão que desenvolver uma série de estratégias para lidar com o estresse de cuidar de uma criança autista. Algumas dessas estratégias são projetadas para tratar especificamente com o estigma associado à doença, 1 outras se concentram em lidar com os problemas que a doença apresenta na vida. Além disso, a aderência ao uso de medicamentos como neurolépticos em alguns estudos esteve associada à irritabilidade da criança do que propriamente à gravidade da sintomatologia. Já o fator severidade do sintoma esteve relacionado positivamente com o estresse nos pais que, por sua vez, pôde ser atenuado com o suporte social.2 Assim, diferentes percepções dos pais em relação aos sintomas apresentados pelos filhos poderiam influenciar na gravidade dos sintomas apresentados pelas crinças autistas e no tratamento da doença. Esse trabalho pretende mostrar como os pais percebem a criança autista e se há alguma relação com a aderência ao tratamento e na gravidade dos sintomas da criança.

Palavras-chave: Percepções. Pais. Autismo

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br