CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS E DEMOCRÁFICAS DE PACIENTES SOB RISCO DE ENDOCARDITE INFECCIOSA ADMITIDOS EM HOSPITAL DE REFERÊNCIA EM CARDIOLOGIA EM SALVADOR - BAHIA

Autor(es): Karilena Fernandes Souza

RESUMO Introdução: A endocardite infecciosa (EI) é uma grave afecção cardíaca que, se não tratada, apresenta prognóstico sombrio. A maioria dos indivíduos acometidos com EI apresenta doença cardíaca estrutural, valvopatia corrigida com prótese, antecedente de EI ou são usuários de drogas intravenosas. O declínio da febre reumática em países desenvolvidos promoveu modificação no perfil dos pacientes acometidos pela EI, porém em nosso meio, em especial em populações de baixa renda, ainda verifica-se elevado número de pacientes portadores de valvulopatia reumática crônica (VRC) ou com próteses valvares sendo esses os principais alvos dessa complicação infecciosa. Trata-se, pois de condição de elevada morbidade e letalidade, e a proposta de aplicação de profilaxia efetiva é considerada de extrema importância. Objetivos: Descrever o perfil sócio-demográfico e clínico, bem como o conhecimento dos pacientes portadores de valvulopatia reumática crônica ou com diagnóstico de EI sobre sua doença e medidas de profilaxia para EI. E ainda identificar demais fatores de risco para EI nesta população. Pacientes e métodos: Estudo descritivo. Realizada entrevista e anotação de dados de prontuário de pacientes admitidos, em hospital de referência em cardiologia na cidade de Salvador- BA, no período de setembro/2011 a janeiro/2012. Utilizado formulário padronizado, avaliado o perfil demográfico, clínico e exames complementares, cuja análise estatística foi feita através do programa SPSS.

Palavras-chave: Endocardite infecciosa. Valva protética. Prótese valvar. Perfil clínico. Endocardite bacteriana. Profilaxia.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br