A MULHER GESTANTE E A AIDS: UM ESTUDO DOS PROBLEMAS ENFRENTADOS

Autor(es): Carolina Aguiar Rocha; Daiana Ferreira de Oliveira; Juliana Pereira de Carvalho; Larissa Dantas Carmo; Letícia Leme Justo Barreto

A MULHER GESTANTE E A AIDS: um estudo dos problemas enfrentados. RESUMO ROCHA, Carolina; OLIVEIRA, Daiana; CARVALHO, Juliana; CARMO, Larissa;JUSTO, Letícia; PORTELLA, Sandra A resistência em reconhecer a vulnerabilidade da população feminina no que se diz respeito ao vírus HIV -síndrome da imunodeficiência adquirida-denuncia uma sociedade que reforça as desigualdades de gênero. Com a colaboração da ideologia de mulher reprodutora, a imagem da mulher /mãe/ esposa, era, até recentemente, considerada protegida desse mal. Tal demora possibilitou, a partir da década de 80, uma rápida e silenciosa disseminação do vírus HIV entre as mulheres.. Onde antes a maioria dos casos era representada por homens -com uma incidência expressiva cresce a contaminação entre mulheres, e elas já representam o sexo em que a velocidade dessa epidemia acontece de forma mais rápida. A chance de exposição ao HIV é aumentada nas mulheres devido a diversos aspectos ligados às relações sociais, a submissão das mulheres aos homens no exercício da sexualidade as torna mais propensas a terem relações sexuais desprotegidas. Outro fator que as torna mais vulneráveis é o fato de que as mulheres com HIV possuem menor escolaridade que os homens em igual situação, além do fato de seus parceiros terem múltiplas parceiras sexuais. Este trabalho de revisão de literatura baseado em artigos científicos da língua portuguesa possibilitou discutir as problemáticas voltadas para os aspectos biológicos e psicológicos destas gestantes. Conclui-se que as mulheres afetadas por esta doença enfrentam dificuldades e medos, que estão relacionados principalmente a discriminação e ao preconceito. Existem muitas dúvidas por parte delas, já que questionam a possibilidade de gerar uma criança sadia. Portanto, a inclusão da mulher na sua família, grupos de amigos e sociedade é de extrema importância. Assim, é importante que as políticas públicas governamentais e os profissionais de saúde estejam aptos para lidar com essas mulheres. È necessário o apoio emocional para minimizar as angústias geradas pela doença e o suporte material e educativo para a adesão e continuidade ao tratamento. Palavras Chave- AIDS, Mulher, AIDS e Gestação.

Palavras-chave: AIDS, Mulher, AIDS e Gestação

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br