EXPRESSÃO DE CITOCINAS E MOLÉCULAS COMO BIOMARCADORES PARA FORMAS CLÍNICAS DE HANSENÍASE

Autor(es): Gustavo Uzeda Machado

O projeto avaliará a expressão de moléculas de superfície que caracterizam macrófagos inflamatórios e anti-inflamatórios (respectivamente M1 e M2) e em monócitos por citometria de fluxo (FACS), CD14 e CD16 e pelo método imunohistoquímico em pacientes com hanseníase para distinção das formas clínicas; indeterminada, tuberculóide, borderline, reações adversas (tipo 1 e 2) e virchowiana. Biópsias de pele serão marcadas com anticorpos anit-CD68, CD163, CD204, TNF-a, TGF-ß e S-100 para distinguir dos diferentes fagócitos mononucleares, a polarização M1 e M2 dos macrófagos e regeneração ou a degradação tecidual e defesa contra o bacilo.

Palavras-chave: Hanseníase, Biomarcadores

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br