PREVALÊNCIA DE MÁ OCLUSÃO DENTÁRIA EM CRIANÇAS DE 03 A 05 ANOS DE IDADE NO MUNICIPIO DE RIACHO DE SANTANA-BA.

Autor(es): Nílon Rocha Fernandes Júnior; Ricardo Araújo da Silva; Tatiana Frerderico de Almeida

A Má oclusão dentária representa o terceiro maior problema de saúde bucal nas populações e expressa a relação que os dentes superiores e inferiores guardam entre si, com os ossos da face e com as demais estruturas do sistema estomatognático, tanto em repouso quanto em função. Pode ser classificada em: ideal, normal e patológica (Svedstom-Oriosto et al., 2000). Uma oclusão será normal, se mesmo não possuindo todas as características de oclusão ideal, apresentar uma distribuição dentária em harmonia com o sistema ósseo e muscular, sem alterações na estética e/ou função (Svedstom-Oriosto et al., 2000). Por fim, a oclusão será patológica (má-oclusão) caso haja problema no posicionamento dentário que ocasione alterações funcionais ou estéticas para o sistema estomatognático (Moyers, 1991)., Sendo assim este trabalho possui o desafio de realizar um levantamento epidemiológico sobre prevalência de má-oclusão dentária nas crianças das creches do município de Riacho de Santana-Ba. Além disso serão realizadas práticas de promoção de saúde, como: escovação, aplicação tópica de flúor, orientação aos responsáveis pela(s) criança(s), conversas com professores e diretores.

Palavras-chave: Epidemiologia; Ma oclusão

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br