Comparação do VO2 Máximo Obtido e Estimado na Ergoespirometria em Mulheres Acima do Peso

Autor(es): Lucas Lima Olivieri, Luiz Agnaldo Pereira de Souza, Luiz Agnaldo Pereira de Souza

Introdução: As doenças cardiovasculares se configuram como a primeira causa de morte e vêm se tornando um problema de saúde pública. É possível avaliar o perfil cardiovascular do paciente com o teste ergométrico (que avalia a resposta clínica, hemodinâmica, eletrocardiográfica e metabólica ao esforço) e produz uma estimativa do VO2 (consumo de oxigênio) máximo ou o teste ergoespirométrico que avalia (através de aferição direta) o VO2 real do paciente. Objetivo: Comparar os valores de VO2 máximo obtido e estimado no teste ergoespirométrico em mulheres com excesso de peso e verificar se o dado obtido é equivalente ao estimado. Metodologia: Estudo de corte transversal, com população de 100 pacientes com excesso de peso acompanhados no Serviço de Obesidade do Ambulatório Docente Assistencial da Bahiana. Será utilizado o protocolo de Bruce com aumentos progressivos de velocidade e de inclinação; monitorização contínua das 12 derivações pelo eletrocardiogramae aferições da pressão arterial em repouso, a cada três minutos de exercício, pico do esforço e a cada minuto de recuperação. Em adição, o mesmo realizará a ergoespirometria acompanhará a coleta de dados metabólicos (VO2, VCO2), ventilação pulmonar (VE) de acordo com o protocolo padronizado de circuito aberto de técnicas espirométricas. Resultados/Resultados esperados: A média de idade das 86 (oitenta e seis) pacientes que tiveram a ergoespirometria realizada foi de 45±12 anos. 19 pacientes (22,1%) tiveram hiper-reatividade pressórica; 15,1% (N=13) apresentaram alguma arritmia e não houve. A média do VO2 de pico estimado no teste ergométrico foi de 34,0±7,7ml/kg/min, resultando em um valor de 6,49±1,9 METs. Por questões técnicas não foi possível obter o VO2 da ergoespirometria mas a equipe está trabalhando para recuperar estes dados.

Palavras-chave: Ergoespirometria. Teste ergométrico.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br