Efeitos dos Programas Educacionais em Pacientes com Asma

Autor(es): Camila Biscaia Silva Araujo, Luciana Bilitário Macedo e Cristiane Dias Malheiros

Introdução: Asma é uma doença inflamatória crônica caracterizada por hiperresponsividade (HR) das vias aéreas inferiores e por limitação variável ao fluxo aéreo, reversível espontaneamente ou com tratamento, manifestando-se clinicamente por episódios recorrentes de sibilância, dispnéia, aperto no peito e tosse, particularmente à noite e pela manhã ao despertar. Objetivo: esclarecer sobre os efeitos dos programas educacionais em pacientes com asma Metodologia: Foi realizada uma revisão sistemática sobre os efeitos dos programas educacionais em pacientes portadores de asma, durante o período de janeiro de 2001 a dezembro de 2011. Os artigos foram coletados nas seguintes bases de dados eletrônicos: LILACS e PUBMED, nos idiomas inglês, português e espanhol.Dos sete artigos incluídos, todos lidos e reavaliados quanto aos critérios estabelecidos, ficou evidente que os artigos abordavam tipos de intervenções diferentes, porém, abordando os efeitos e aspecto de melhora clinica dos pacientes com asma. Resultados/Resultados esperados: Em todos os artigos selecionados foi possível identificar os efeitos positivos com melhora significativa em relação do quadro clinico do paciente, melhor controle da doença, inclusive aumento no nível de conhecimento dos familiares e do asmático. Os principais benefícios encontrados foram: redução das visitas aos serviços de emergência e a utilização dos corticóides orais, diminuindo, portanto, o absenteísmo no trabalho e lazer em consequência da asma.

Palavras-chave: educação em saúde, asma.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br