Triagem de Extratos de Plantas da Caatinga Baiana Quanto aos Potenciais Antinociceptivos

Autor(es): Lourdes Cardoso de Souza Neta, Bruno Teixeira Goes , Diego Silva Menezes, Abrahão Fontes Baptista, Alene Vanessa Azevedo, Diego Ribeiro Rabelo, Abrahao Fontes Baptista e Diego Silva Menezes

Introdução: O ecossistema brasileiro detém grande diversidade de plantas, possuindo a maior biodiversidade do mundo. Nesse cenário, a Caatinga recobre 844.453 Km2 do nordeste, porém a área original é recoberta por 40% dessa vegetação. Dada a relevância dos quadros dolorosos acometerem 86 milhões de norte-americanos e 41% dos soteropolitanos, uma alternativa para seu tratamento é a triagem de moléculas de origem natural quanto ao potencial antinociceptivo, objetivando o desenvolvimento de fármacos. Objetivo: O presente trabalho objetiva realizar a prospecção de 20 extratos de plantas do bioma Caatinga do território baiano quanto ao potencial antinociceptivo. Metodologia: Trata-se de um estudo experimental de observação, que utilizará camundongos (Mus musculus) da linhagem suíça, machos, pesando 20-35g. Para tanto, diferentes partes das plantas serão coletadas na Caatinga (regiões do baixo e médio São Francisco) e, posteriormente, identificadas e depositadas no Herbário da Universidade do Estado da Bahia - HUNEB, para a preparação dos extratos. A metodologia de triagem da avaliação antinociceptiva será baseada na realização dos testes de contorção abdominal, induzida por ácido acético, teste da formalina, da placa quente e teste do "Openfield". Para análise dos resultados será empregado o teste ANOVA, seguido do pós-teste de Turkey ou medidas repetidas two-away ANOVA com pós-teste de Bonferroni. Resultados/Resultados esperados: Espera-se com a execução do presente projeto identificar novas substâncias com atividade antinociceptiva. Ao mesmo tempo em que for constatada a efetividade dos diferentes extratos potencialmente promissores, será avaliada a interferência na coordenação e equilíbrio, bem como na depressão do sistema locomotor. Os resultados obtidos, sendo promissores, podem levar a realização de ensaios clínicos para validação de possíveis fármacos com propriedade analgésica.

Palavras-chave: produtos naturais. antinocicepção. Caatinga. prospecção.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br