Influência dos Fios de Sutura Absorvíveis no Desenvolvimento da Halitose.

Autor(es): Aline Vilela Dourado Moitinho, Monise Alves Moura, Maria Emilia Santos Pereira Ramos e Fernando Bastos Pereira Junior

Introdução: A halitose tem sido descrita como uma alteração do hálito de origem local ou sistêmica, caracterizada pela emanação de odores fétidos pela boca. Em sua grande maioria, a halitose, tem origem bucal, tendo o cirurgião dentista um papel de fundamental importância na prevenção, detecção e tratamento da halitose. A halitose no pós-operatório de exodontias é uma condição conhecida, indesejável e não muito rara, que trás sérios inconvenientes na convivência entre os pacientes, familiares e amigos. Objetivo: Esta pesquisa visa analisar quais as variáveis induz a uma minimização ou exacerbação da halitose pós-operatória de molares. Metodologia: A amostra será constituída de 16 voluntários, os quais serão pacientes do ambulatório da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, na disciplina de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial, que serão submetidos à cirurgia, seguindo os padrões preconizados pela disciplina. Critérios de inclusão e exclusão deverão ser respeitados para que não haja influência sobre o resultado da pesquisa. Será utilizado um halímetro para a detecção do grau de halitose no pré-operatório e pós-operatório. Resultados/Resultados esperados: Espera-se com essa pesquisa, identificar a influência dos fios de sutura absorvíveis (Vicryl e Categut simples) na modificação do hálito do paciente, proporcionado tanto pelos próprios fios utilizados para sutura, quanto pela própria ferida cirúrgica e variáveis que cada paciente apresenta, podendo, deste modo, encontrar meios que minimizem essa desagradável condição de halitose.

Palavras-chave: halitose. fios de sutura. exodontia.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br