Avaliação Imunológica do Debridamento Periodontal em Pacientes Diabéticos

Autor(es): Ana Luísa Texeira Meira, Antônio José Mascarenhas da Costa Neto Guttemberg, Maisa Cardozo Nascimento, Camila Neves Nobre, Sandro Bittencourt Sousa e Erica Del Peloso Ribeiro

Introdução: Estudos tem demonstrado a relação entre a doença periodontal e o diabetes melitus. Por se tratar de um grupo mais susceptível a infecção, como diabéticos, tem se sugerido uma nova abordagem de tratamento não cirúrgico, o debridamento periodontal, pois pode apresentar algumas vantagens sobre o tratamento convencional em 4 sessões, tal como abrupta nas bactérias causadoras da infecção. Dessa forma, este tratamento parece pode influenciar no controle glicêmico destes pacientes. Objetivo: Avaliar o efeito do debridamento periodontal no tratamento da periodontite crônica severa em pacientes diabéticos e a influência nos níveis da Hemoglobina glicada (HbA1c) após a terapia periodontal. Metodologia: 9 pacientes diabéticos descompensados (HbA1c = 7%) com periodontite crônica severa foram separados aleatoriamente em 2 grupos: Grupo controle (4): raspagem e alisamento radicular por quadrante/4 semanas e Grupo teste (5): debridamento ultrassônico em sessão única de 45 minutos. Os parâmetros Índice de placa, Índice gengival, Sangramento à sondagem, Profundidade de sondagem, Nível de inserção clínico, Posição da margem gengival, HbA1c e Glicemia em jejum foram avaliados. Amostras do fluido gengival foram obtidas de sítios com PS = 6 mm para verificar a presença das citocinas IL-6, IL-10, IL-17 e IL- 23 pelo Elisa. Todas variáveis foram avaliadas no início, 1 e 3 meses após tratamento. Resultados/Resultados esperados: Ambos os grupos apresentaram resultados comparáveis quanto aos tratamentos instituídos, não havendo diferença estatisticamente significante. No grupo teste observou-se redução significativa no valor da HbA1c após 1 mês (p=0,05). A IL-23 foi a única que sofreu aumento aos 3 meses no grupo teste (p=0,05).

Palavras-chave: Periodontite Crônica. Diabetes Mellitus. Raspagem dental. Interleucinas.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br