Triagem Neonatal da Bahia: Aspectos Epidemiológicos, Macro-estruturais e Cobertura do PSF

Autor(es): Haroldo Araújo Sampaio, Ney Cristian Amaral Boa Sorte

Introdução: O Ministério da Saúde(MS), na década de 90, propôs a reorganização da prática assistenciaL. O Programa de Agentes Comunitários de Saúde, contribuiu para que, em 1994, surgisse o Programa de Saúde da Família(PSF). O PNTN visa oferecer a todos os bebês, o direito ao Teste do Pezinho, acesso ao tratamento e o acompanhamento permanente das doenças detectadas. A triagem neonatal surgiu como uma ação preventiva que permite fazer o diagnóstico de diversas doenças congênitas ou infecciosas. Objetivo: Organizar e sumarizar os registros do banco de dados do SRTN/APAE;Descrever os indicadores de cobertura; Associar entre as características epidemiológicas e operacionais da TN e cobertura do PSF. Metodologia: Trata-se de estudo ecológico que abrange dados sobre os 417 municípios baianos. A exposição corresponde à cobertura do PSF em cada município no período de 2002 a 2010. A cobertura anual do PSF foi calculada a razão entre a população coberta pelo programa e a população total dos município multiplicado por 100, e foi classificada em 4 categorias:1) sem cobertura pelo PSF,2) cobertura baixa(<30,0% da população),3)a cobertura intermediária(de 30,0% para 69,9%) e 4)uma alta cobertura (> a 70,0%. Os dados foram obtidos no SIAB Três desfechos foram avaliados:1)Cobertura do Programa de Triagem Neonatal (cobTN);2)Média da idade da coleta e 3)Média do tempo de retenção da amostra. Foram utilizadas:PIB,taxa de analfabetismo,densidade demográfica,% da população zona rural, saneamento básicos e outros. Resultados/Resultados esperados: A macrorregião Extremo Sul apresentou menor média de idade coleta de 12,28 dias em 2008 e 2009,já a macrorregião Centro-Leste possui a maior média de idade de coleta de 18,85 dias.Já o tempo de retenção, nos mesmos anos, as menores médias foram as das macrorregiões Oeste(9,26 dias),Centro-Norte(9,48 dias), Centro-Leste(9,5 dias) e Leste(9,51 dias). A cobertura do PSF e os indicadores da triagem neonatal melhoraram entre 2002 e 2010, mostrando a associação com os fatores macro-estruturais

Palavras-chave: Triagem neonatal; epidemiologia; aspectos macroestruturais; cobertura do psf

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br