Determinantes do Diagnóstico Tardio de Aids

Autor(es): Vanessa Malta de Moura

Introdução: A infecção pelo HIV é considerada um problema de saúde pública, pela alta incidência mundial e por suas conseqüências, como o alto índice de mortalidade e de gastos anuais para o combate a esta epidemia. Apesar da existência de políticas públicas direcionadas para a assistência em HIV/AIDS, o diagnóstico tardio de HIV ocorre em 40% dos casos no Brasil. Além de obterem menor eficácia com a TARV, estes indivíduos apresentam uma maior incidência de AIDS e contribuem para a disseminação viral. Objetivo: Identificar os fatores associados ao diagnóstico tardio de AIDS, as características sócio-econômicas e comportamentais dos pacientes com diagnóstico de tardio de HIV/AIDS e as manifestações clínicas. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo, com coleta de dados prospectiva. O local foi o Hospital Geral Roberto Santos.O trabalho utilizou amostra consecutiva dos pacientes internados com diagnóstico de AIDS no HGRS,no período entre Outubro de 2011 e Abril de 2012.Foram incluídos os pacientes que obtiveram o diagnóstico de AIDS no momento da internação, sendo colhido os seguintes dados: sexo, idade, cor da pele, estado civil, escolaridade, se o paciente trabalha ou não, uso de drogas, uso de preservativo, histórico de transfusão sanguínea, motivo para a realização do teste HIV, tempo entre a data da inteinternação e do diagnóstico de HIV, número de consultas antes do diagnóstico de AIDS e manifestações clínicas.Os dados foram avaliado no programa Epi InfoT, versão 3.5.1. Resultados/Resultados esperados: Dos 102 pacientes que tiveram o diagnóstico de AIDS na internação,a maioria era do sexo masculino (66,6%), de cor negra (43,1%), solteiro (75,5%) e não trabalhava (55,8%). A maior parte dos pacientes se encontrava na faixa etária entre 31 a 46 anos (52,94%).Dos 102 pacientes do estudo, 59 (57,85%) obtiveram o diagnóstico de AIDS no mesmo ano do diagnóstico de HIV, sendo que destes, 36 (35,3%) obtiveram o seu primeiro teste de HIV positivo no período menor que 1 mês do diagnóstico de AIDS.

Palavras-chave: Diagnóstico tardio; TARV; AIDS; teste anti-HIV.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br