Rede de Atençâo à Saúde Mental: Análise dos Programas Extra- Hospitalares de Base Comunitária.

Autor(es): Lucas Rocha Nepomoceno, Sandra da Silva Moreira, Simone Cardoso Passos de Carvalho

Introdução: A Reforma Psiquiátrica Brasileira possibilitou a transformações das relações existentes entre a sociedade, o paciente mental e as instituições que oferecem serviços a esses pacientes, ampliando a rede de assistência, proporcionando ao indivíduo uma socialização, pelo convívio com a família, trabalho, afastando-o do isolamento e das condições precárias promovidas pela institucionalização da loucura. Entretanto, a reforma apesar de vários avanços e conquistas, beneficiou somente um percentual da população que realmente merece assistência. Objetivo: Objetiva-se com esse trabalho, conhecer e analisar os programas encontrados na atenção básica para o acompanhamento de pacientes mentais Metodologia: Trata-se de um estudo de revisão bibliográfica da literatura especializada, através das bases de dados do LILACS, SCIELO, MEDLINE, entre os anos de 2006 a 2011, levando em consideração artigos de língua portuguesa, sendo avaliados 6 artigos, no qual foram selecionados 4 por atenderam as necessidades do objetivo da pesquisa em foco. Resultados/Resultados esperados: Mediante análise da literatura verificou-se que há uma rede integrada de programas capacitados para o atendimento em saúde mental, contemplando uma assistência biopsicossocial, realizado por uma equipe multiprofissional composta por psiquiatras, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, odontólogos, dentre outros, inseridos no contexto da desinstitucionalização dos pacientes mentais.

Palavras-chave: saúde mental, atenção básica, programas assistenciais, reforma psiquiátrica.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br