Internações Hospitalares-sus por Causas Externas na Bahia e Macrorregiões

Autor(es): Luana Lima Pereira da Silva, Paloma Gomes da Silva, Kelly Cerqueira Medeiros, Lilian Fátima Barbosa Marinho

Introdução: As causas externas passaram a representar um objeto de preocupação para os gestores e profissionais de saúde, entre outros. Sua elevada ocorrência tornam o segundo grupo de doenças que mais matam (78%) no Brasil, nas últimas duas décadas (GAWRYSZEWSKI, VP et al, 2004) ou deixam sequelas, por vezes, irreversíveis. São representadas pelos acidentes e violências. Esse crescimento tem impacto na diminuição da esperança de vida no país, principalmente entre jovens. Objetivo: Descrever as o perfil de internações hospitalares do SUS por causas externas do ano de 2000 a 2009 na Bahia e suas macrorregiões. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa do tipo quantitativa descritiva. Calculou-se as taxas e proporções de internações hospitalares por causas externas utilizando-se dados do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH/SUS). A tabulação e seleção das variáveis (sexo e faixa etária) foi realizada através do Tabnet e para o cálculo dos indicadores utilizou-se o Excel. Não há questões éticas envolvidas uma vez que os dados são de domínio público. Resultados/Resultados esperados: No ano de 2000 a 2009 as internações hospitalares devidas as causas externas no SUS na Bahia aumentaram. A taxa de internação para a faixa etária de 20 a 39 anos elevou-se de 88/10.000 habitantes (2000) para 124/10.000 habitantes (2009). As maiores taxas e proporções de internações hospitalares encontradas foram para a macrorregião leste e as menores para a macrorregião oeste.

Palavras-chave: Internações.Hospitalares.Acidentes.Violência

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br