Avaliação Colposcópica de Adolescentes Hpv Positivas Atendidas em Serviço de Ginecologia

Autor(es): Mariana Calazans da Silva , Marcia Sacramento Cunha Machado

Introdução: O liberalismo sexual com o envolvimento com múltiplos parceiros e ausência de contracepção de barreira (preservativos) faz com que a adolescênbcia seja o período com maior exposição e infecção por patógenos sexualmente transmissíveis, dentre eles o papilomavírus humano (HPV). Estima-se que 25 a 50% da população feminina mundial estejam infectadas, a maioria não apresenta sintomas, porém outras desenvolverão o câncer de colo uterino. Objetivo: A valiar através do exame colposcópico a presença de lesões cervicais em adolescentes diagnosticadas com HPV através do PCR da secreção vaginal. Correlacionar resultados da colposcopia e citologia. Metodologia: Participarão pacientes previamente de um estudo sobre Doenças Sexualmente Transmissível na adolescência. Realizado no período de 2008 a 2011, contou com a participação de adolescentes atendidas no Ambulatório Docente Assistencial da Bahiana, Serviço de Ginecologia da Infância e Adolescência (ADAB/ SEGIA), todas sexualmente ativas. Nesse estudo observou-se que 88% das participantes apresentaram PCR da secreção vaginal positiva para o HPV. A avaliação colposcópica será previamente agendada com o mesmo profissional médico e as pacientes comunicadas por via telefônica. Na consulta serão realizados o exame físico, a coleta da secreção do colo para avaliação laboratorial citológica pela coloração de Papanicolaou (preventivo), e, além disso, o exame colposcópico para avaliação do colo uterino. Resultados/Resultados esperados: Identificação das adolescentes com alterações colpocitológicas e portadoras dos riscos atribuídos ao HPV para câncer do colo uterino.

Palavras-chave: adolescentes. colposcopia. HPV. colpocitologia

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br