Parâmetros Bioquímicos de Adolescentes Obesos Atendidos em Unidade de Referência

Autor(es): Élder Müller Nascimento de Almeida, Ney Cristian Amaral Boa Sorte

Introdução: A crescente globalização tem padronizado o modo de vida, com mudança intensa nos hábitos alimentares, que associado à inatividade física origina um problema de caráter epidêmico crescente nos últimos anos, a obesidade e suas co-morbidades. Objetivo: Avaliar a resistência à Insulina de adolescentes obesos da Unidade Metabólica do Hospital Universitário Professor Edgard Santos(HUPES)e correlações. Metodologia: Buscou-se parâmetros bioquímicos em 64 prontuários de pacientes obesos, definidos pelo IMC/idade > 2 escores-z, atendidos na Unidade Metabólica/HUPES, no período de 2010 a 2012. Os dados foram descritos com frequências simples, relativas e correlação. Resultados/Resultados esperados: Observou-se correlação forte e positiva (r=0,834;p<0,001) entre o colesterol total e a fração LDL-c. Com menor intensidade, o CT também correlacionou-se com os níveis séricos de triglicérides (r=0,320;p=0,01) e, de maneira limítrofe, com os valores de HDL-c (r=0,32;p=0,049). Maiores valores de triglicérides sérica foram moderadamente associados aos de insulina sérica basal (r=0,618; p<0,001) e, consequentemente, com o HOMA-IR (r=0,621;p<0,001).Baixos níveis de HDL-colesterol foram encontrados.

Palavras-chave: obesidade. glicemia. insulina. dislipidemias.

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br