Avaliação de Novas Tiosemicarbazonas Quanto ao Potencial Antitumoral In Vitro

Autor(es): Yuri Boa Sorte de Oliveira¹; Alene Vanessa Azevedo-santos1; Sílvio Desterro Cunha², Diego Silva Menezes

Introdução: As principais causas de mortalidade atualmente são as doenças cardíacas e o câncer. Esse último é alvo de diversos estudos devido à necessidade de novas estratégias terapêuticas para proporcionar um melhor tratamento. Nesse âmbito, as tiosemicarbazonas são moléculas promissoras por apresentarem atividades biológicas, tais como antibacteriana, antiviral, antiparasitária e citotóxica. Objetivo: O presente trabalho objetiva avaliar o potencial antitumoral de novas tiosemicarbazonas, in vitro. Metodologia: As triagens serão realizadas utilizando como modelos as linhagens tumorais: HL-60 (promielocítica), B16-F10 (melanoma) e HEPG2 (carcinoma hepatocelular). Para tanto, avaliaremos a susceptibilidade das linhagens celulares às tiosemicarbazonas em cultura in vitro e, posteriormente, investigaremos os possíveis mecanismos de ação empregando as técnicas de microscopia eletrônica de transmissão e varredura, o uso de sondas para detecção de espécies reativas do metabolismo do oxigênio (ROS), determinação do tipo de morte celular, por citometria de fluxo e abordagem bioquímicas e moleculares. Resultados/Resultados esperados: Com este trabalho espera-se identificar tiosemicarbazonas que possuam atividade antitumoral in vitro e, posteriormente, in vivo. Assim como, direcionarmos as modificações químicas para realização de um estudo de estrutura-ação biológica, na tentativa de desenvolver um medicamento com maior efeito antitumoral e menores efeitos colaterais.

Palavras-chave: tiosemicarbazonas.quimioterapia.cancêr.antitumoral

voltar
Anais da MCC., Salvador, v.1, n.3, setembro. 2012, ISSN

Av. Dom João VI, 274 - Brotas - CEP: 40285-001
Salvador/Ba Tel: 2101-1900 Fax: 3356-1936
http://www.bahiana.edu.br