Galeria de Fotos

Simpósio Internacional de Medicina Baseada em Evidências
Realizar ou não um procedimento cirúrgico, um tratamento medicamentoso ou um exame mais invasivo deveria ser apenas uma decisão do médico? Para o professor do curso de Medicina Dr. Luis Cláudio Correa a resposta é não! Em sua palestra realizada no Simpósio Internacional de Medicina Baseada em Evidências que aconteceu no dia 20 de julho, no Campus Cabula, ele enfatizou que a decisão deve ser tomada de forma compartilhada, com plena participação do paciente. Essa é uma das vertentes do movimento Choosing Wisely, iniciativa parceira do evento, juntamente com o Núcleo de Relacionamento Institucional e Internacionalização da Bahiana (REAII) e o programa de Pós-Graduação da instituição. Na ocasião, o auditório lotado também recebeu o palestrante convidado Aseem Malhotra, médico inglês e entusiasta do Choosing Wisely no Reino Unido.

Estiveram presentes a reitora da Bahiana Dra. Maria Luisa Carvalho Soliani, o diretor médico do Centro Médico da Bahiana Saúde Dr. Humberto Castro Lima, a coordenadora do REAII, Maria Antonieta Araújo, e os coordenadores de cursos de graduação e pós-graduação da instituição, além de estudantes, pesquisadores e profissionais de saúde de outras entidades.

Centro de MBE

O Simpósio também marcou o lançamento do Centro de Medicina Baseada em Evidências da Bahiana, iniciativa coordenada pelo professor Luis Cláudio Correia: “O objetivo principal do centro é promover o pensamento científico, não só nas decisões de saúde como também na população em geral, o que chamo de ‘alfabetização científica da população’. ” Ele explica que, em geral, decisões, não somente médicas, mas políticas, econômicas e pessoais não são tomadas com base em evidências, “as pessoas não sabem o que é ceticismo, não sabem o valor da ciência”.

Segundo Luis Cláudio Correia, o centro já vem promovendo iniciativas na Bahiana, a exemplo do incentivo ao movimento Choosing Wisely, ações educacionais, a criação de um site de medicina baseada em evidências, a revista científica Journal of Evidence-Based Healthcare entre outros.

Segundo a líder do movimento Choosing Wisely na Bahiana e coordenadora do Núcleo de Telemedicina e Telessaúde e do curso de Tecnólogo em Informática em Saúde da Bahiana, prof. ª Marta Menezes, a iniciativa está comprometida com a formação do novo profissional de saúde: “Temos de partir do princípio de que a instituição de ensino é a transformadora da sociedade. Então, temos que formar melhor o futuro profissional de saúde e, para isso, é preciso resgatar princípios, valores e habilidades de como conversar, conhecer, aprimorar a empatia, trabalhar o reconhecimento dos limites, das dificuldades e saber reconhecer qual a melhor evidência a ser oferecida ao paciente”. Marta destaca a forte adesão dos professores da Bahiana e como, em pouco tempo, os resultados têm sido percebidos: “Os professores envolvidos na campanha também são atuantes em outras instituições de ensino, em seus consultórios com os pacientes. Estamos observando uma mudança concreta nesse pequeno tempo que começamos. Isso mostra que nós temos o potencial de mudar as coisas, uma vez que a gente se preocupe com algo que é tão importante para todos. ”

Palestras

Em sua fala, Aseem Malhotra apontou a importância da mudança de hábitos – pela adoção de atitudes mais saudáveis – em contrapartida a tratamentos medicamentosos e procedimentos. Ele enfatiza que uma das grandes barreiras para fortalecer o Choosing Wisely “é o sistema que fomenta o uso excessivo de medicamentos e a indicação desnecessária de procedimentos médicos, o que leva a uma cultura de excessos. Mudando a cultura, mudamos o sistema. Logo, os recursos financeiros trabalhariam com o Choosing Wisely e não contra ele”. 

Os binômios “ceticismo e crença”, “ciência e pseudociência” foram o foco da palestra do prof. Luis Cláudio Correia, que enfatizou a importância do pensamento científico baseado em evidências para a solução de questões científicas, no âmbito da pesquisa e de questões filosóficas e pessoais.

A programação também contou com uma mesa-redonda, que teve a participação dos palestrantes e da coordenadora do Programa de Mestrado e Doutorado em Medicina e Saúde Humana, prof.ª Ana Marice Ladeia,  do coordenador do Programa de Mestrado em Tecnologias em Saúde, prof. Marcus Almeida, da coordenadora do Núcleo de Comunicação Científica (NUCC) da Bahiana, prof.ª Kátia Sá e da prof.ª Marta Menezes.
 


Campus Brotas

Av. Dom João VI, nº 275, Brotas.
CEP: 40290-000
tel.: (71) 3276 8200
fax.: (71) 3276 8202

Campus Cabula

Rua Silveira Martins, nº 3386, Cabula
CEP: 41150-100
tel.: (71) 3257 8200
fax.: (71) 3257 8230

Coordenadoria Geral

Av. Dom João VI, nº 274, Brotas.
CEP: 40285-001
tel.: (71) 2101 1900
fax.: (71) 3356 1936